Dicas

Coworking, por que todo mundo precisa de um?

By 12 de setembro de 2017 No Comments

Poucas pessoas estão percebendo, mas o mundo está passando de uma era do isolamento humano e propriedade individual para uma era da colaboração e da economia compartilhada, e os espaços de coworking são um dos principais protagonistas dessa transformação.

Sou um grande militante de espaços compartilhados. Fundei um em 2010, numa cidade que não estava preparada para tal mudança. Nos dois primeiros anos tive que ouvir quase todas as pessoas chegarem ao espaço e perguntar “POR QUE ESSE VALOR TODO? EU SÓ QUERO UMA MESA E UMA CADEIRA!”. Aquilo sempre me acertava forte, pois simplesmente tudo que acontecia dentro de um espaço de coworking fazia sentido para mim: colaboração, competências interdisciplinares, custos reduzidos, potencialização de negócios, contas simplificadas, amigos, felicidade, um espaço onde se misturava vida, lazer e trabalho.

Mas por que todos precisam de um espaço de coworking? Se fosse para resumir em uma palavra, para mim seria evolução. Acredito que o DNA e o modelo de um espaço de coworking, tanto nos ajuda a evoluir como indivíduo, como a evoluir como um coletivo, além de nos ensinar a utilizar os espaços do mundo de uma forma muito mais inteligente e sustentável.

A maioria inicia a relação pelo amor ou pela dor, uns porque acham “IRADO” e conseguem captar o conceito com mais rapidez, outros não tem recursos para ter sua sala própria e vai para um coworking como um forma de começar com baixo custo. Mas, infelizmente, a grande maioria que nunca visitou ou sequer teve uma experiência de fazer parte de uma comunidade em um coworking, sempre acha que todos estão lá porque é mais barato.

As empresas que utilizam diariamente o espaço de coworking são, geralmente , pequenas empresas de serviço, e pessoas que deixaram suas casas e o conforto do home office (onde ficam isoladas) para estar vivendo dentro desses ambientes. Mas o que pude ver com tempo é que não são apenas elas. Recebemos dentro do nosso espaço unidades de grandes empresas em salas privadas, sócios de grandes empresas que queriam muito sentir a atmosfera da criatividade e beber da “fonte da inovação e da criatividade”, que acontece dentro desses espaços. Também recebemos funcionários que queriam trabalhar remotamente mais próximos das suas casas. O Yahoo, recentemente, criou uma política de oferecer espaços de coworking para seus funcionários que trabalhavam no regime home-office, pois tinha certeza que seria mais produtivo para eles.

Ok, até aqui tudo bem. Você pode dizer que essas pessoas precisam de espaço de trabalho e internet, embora elas tenham suas próprias. Mas o que dizer dos estudantes de faculdade que acham que não aprendem muito nas universidades e vê no coworking a possibilidade de um aprendizado gigantesco? E o que dizer das pessoas que vão apenas para estudar, e ficar por ali no Lounge? Bom, esses também já se tornaram clientes. O ano de 2015, para mim, foi o ano do Coworking no Brasil, e nosso espaço tem aumentado mensalmente o número de membros. Hoje temos mais de 220 membros ativos, 75 empresas, fomos palco dos 3 primeiros STARTUP WEEKENDS de Fortaleza, dezenas de eventos de inovação e empreendedorismo, além de ser a casa da maior aceleradora de startups do nordeste. Não imagino mais minha vida fora de um coworking, e acredito que, num futuro próximo, todos nós estaremos trabalhando nesse conceito de espaço, de uma forma ou de outra.

Leave a Reply